A minha sessão grávida, pela Cátia Alpedrinha Caetano

Ter baixa autoestima é como dirigir pela vida com o travão de mão puxado

Maxwell Maltz

 

 

Com a gravidez veio, naturalmente, uma vontade ainda maior de capturar todas as fases e mudanças do meu corpo. Sou uma apaixonada pela fotografia, sobretudo porque gosto de legendá-la.

Mas, quando pensei na sessão fotográfica típica de grávida, acompanhada do marido, de sapatinhos de malha e iniciais do nome do bebé, percebi, instantaneamente, que isso em nada estava relacionado comigo.

A fazer uma sessão, queria que esta tivesse um propósito explícito. O de eternizar o momento, é certo, mas também o de eternizar esta fase tão marcante da minha vida, provando a mim mesma que posso continuar a ser bonita, segura, confiante, mesmo tendo perdido a cintura. Ganho uns 8kgs (até agora). Ganho borbulhas e manchas e veias. E uma celulite que se nota sem apertar. Provar a mim mesma que não existem curvas perfeitas, mas sim um amor em crescendo pela perfeição destas que se vão formando.

A fazer uma sessão, queria que ela fosse feminina. Minha. Provando que isto da maternidade nos fortalece, nos confere um brilho e uma firmeza especiais. Uma capacidade de carregar um ser na barriga e um mundo nas costas, porque nos tornamos invencíveis. Porque mesmo respirando com dificuldade e caminhando a passos curtos, temos mais força a cada semana que passa. A cada pontapé na barriga. E todos os passos são de gigante. E de coragem. E vestidos de uma auto-estima que não se pode perder nas curvas e nos quilos. Tem que se manter intacta, porque continuamos a ser mulheres. A ter vontades e vaidades. E precisamos de nos sentir seguras, sobretudo em relação ao que valemos, para que possamos cuidar e criar com igual amor e força.

Escolhi a Cátia. Ninguém melhor que ela me mostraria neste meu lado. Nas imperfeições que, ao espelho, me parecem mais bonitas que nunca. Escolhi a Cátia, porque ela vê para além da lente. E isso vê-se em todas as suas fotografias. Talvez seja por isso que, estas, não precisam de legenda.

Obrigada.

#valorizacaopessoal

#valorizacaodamulher

#autoestima

Podem espreitar as páginas da Cátia Alpedrinha Caetano aqui e aqui @all rights reserved

 


1 Comentário
  • Susana M
    Novembro 30, 2017

    Adoro as fotos, acho que a tua essência e personalidade foram captadas na perfeição, parabéns à fotógrafa mas também à mamã linda que és!
    (… e parabéns também à avó claro, porque ela é que fez a mamã!)

O seu comentário