casei (também) com a tua família.

“Temos que avaliar o contexto em que vivemos. Aceitar que não somos mais nem melhores que ninguém. Aceitar que é preciso ceder, fazer, construir. Em conjunto. É preciso casar com tudo o que já existia antes de lá chegarmos. É preciso saber que não somos de ninguém e que ninguém é, exclusivamente, nosso.”

 

Hoje, na Capazes, para ler aqui: https://capazes.pt/cronicas/casei-tambem-com-a-tua-familia/view-all/

 


Sem tags 0 Comentários 5

Ainda não tem comentários.

O seu comentário